Você está aqui

Reestruturação da Santa Casa de Corumbá deve abrir 50 novos leitos na UTI Neonatal

Obra custará cerca de R$ 11 milhões em recursos próprios do estado

​A reestruturação da Santa Casa de Corumbá, distante 425 quilômetros de Campo Grande, deve sair do papel em 2018. Na tarde de ontem (5), a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) e o secretário de Estado de Saúde, Marcelo Coimbra estiveram reunidos com o prefeito Marcelo Lunes (PSDB) para debater as ações de saúde para a região.

Para dar início à obra, é necessário que os projetos sejam finalizados. A previsão do governo é que as obras comecem imediatamente, após a conclusão dessa etapa.

Estão previstas obras de reestruturação do centro obstétrico da maternidade e do centro ortopédico do hospital.

O governo ainda prevê, ainda, a abertura de 50 novos leitos, com a construção da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) Neonatal e também a construção de um novo pronto socorro no hospital. A obra, orçada em R$ 3,9 milhões, terá uma área física de 1.021 metros.

De acordo com o SES (Secretaria de Estado de Saúde), a aquisição de novos equipamentos para o hospital, após a reforma, ainda depende de análise de viabilidade.

Ao todo, a obra custará cerca de R$ 11 milhões em recursos próprios do estado.

(Foto: Reprodução/web)

Tópicos