Você está aqui

Suplente de Cristiane Brasil foi condenado por exploração e abuso sexual de menores

Político é irmão de Anthony Garotinho

 

Nas bastasse as denúncias de processos trabalhistas contra a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), indicada para assumir o Ministério do Trabalho, seu suplente direto na Câmara, Nelson Nahim (PSD-RJ), irmão de Anthony Garotinho (PR-RJ), já foi condenado pelos crimes de estupro e exploração sexual de menores de 18 anos.

Nahim, adversário político do próprio irmão, já foi vereador em Campos dos Goytacazes (RJ), e chegou a assumir a Prefeitura quando a cunhada, Rosinha Matheus (PR-RJ), foi afastada do cargo por decisão da Justiça Eleitoral, por ser o presidente da Câmara dos Vereadores, em 2010, seis anos antes de sua condenação.

Em 2016, o suplente de deputado federal foi condenado a 12 anos de reclusão em regime fechado no caso que ficou conhecido em Campos como ‘Meninas de Guarus’.

A Justiça carioca condenou ao todo 14 pessoas, entre elas Nahim, denunciados pelo MPF (Ministério Público Federal) de manter em cárcere privado crianças e adolescentes de 8 a 17 anos de idade, no município de Campos.

Segundo o MP, as vítimas eram exploradas sexualmente, drogadas e obrigadas a fazer até 30 programas por dia. O suplente de Cristiane teria mantido relações sexuais com uma garota de 15 anos.

O político nega as acusações. De acordo com o Jornal Folha de São Paulo, Nahim prometeu, tão logo assumir cadeira na Câmara dos Deputados, entregar em cada gabinete dos colegas documentos que provam sua inocência e ‘absurda injustiça’ de sua condenação. 

Tópicos