Você está aqui

Figura emblemática: OAB e Academia de Letras de luto por morte de Wilson

Ex-governador morreu aos 100 anos, em Campo Grande

Além de comandar a prefeitura de Campo Grande, o Governo de Mato Grosso do Sul e ainda ocupar cadeira na Câmara dos Deputatos e no Congresso Nacional, Wilson Barbosa Martins, também foi figura emblemática na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e na OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil), entidade que teve Wilson como seu primeiro presidente. O ex-governador morreu na manhã desta terça-feira (13), na Capital, aos 100 anos.

Em nota, a OAB relembrou que Wilson foi quem presidiu pela primeira vez a entidade, entre os anos de 1979 e 1981 e também ressaltou a homenagem feita no ano passado pela Ordem em razão dos 100 anos de Wilson.

"A família OAB/MS perdeu seu maior líder, o democrata dos democratas, o homem que inspirou gerações a fazer esse trabalho incansável em prol de toda sociedade. Um homem além do seu tempo, que tinha o dom de saber se expressar, em muitas vezes até mesmo com o olhar. Um homem que viveu todas as alegrias e tragédias da nação brasileira", disse o atual presidente Mansour Elias Karmouche.

Outra entidade que homenageou Wilson Barbosa recentemente e também está de luto é a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. O ex-governador ocupava a cadeira 38 da academia.

Wilson foi classificado pela escritora já falecida e integrante da academia, Maria da Glória Sá Rosa, como “cavaleiro da saga medieval, preocupado com a Justiça, com os direitos humanos e tornou-se uma das figuras mais emblemáticas e fundamentais na construção de Mato Grosso do Sul”.

Morte

O ex-governador de Mato Grosso do Sul, Wilson Barbosa Martins morreu na madrugada desta terça-feira (13), em sua residência, na rua 15 de Novembro, em Campo Grande. Ele estava sob cuidados médicos em casa.

Em junho do ano passado, o ex-governador foi internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Proncor, em Campo Grande. Em 2013, ele sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e em 2014, um mal súbito que o deixou internado por 21 dias.

História

Eleito prefeito de Campo Grande na legenda da UDN em outubro de 1958, assumiu a prefeitura em janeiro do ano seguinte. Em outubro de 1962 elegeu-se deputado federal por Mato Grosso, ainda na UDN. Deixando a prefeitura em janeiro de 1963, ocupou a cadeira na Câmara dos Deputados em fevereiro seguinte.

Nas eleições de novembro de 1982 foi eleito governador do estado de Mato Grosso do Sul na legenda do PMDB. No pleito de outubro de 1994 foi novamente eleito governador do Mato Grosso do Sul, na legenda do PMDB, já no primeiro turno e com 41,43% dos votos. Wilson Martins passou o governo para Zeca do PT em 1º de janeiro de 1999.

Tópicos