Você está aqui

Antes de morrer, ex-presidente da OAB teria sido agredido e teve dentes quebrados

Testemunhas disseram ter visto agressões

Antes de ser carbonizado, o ex-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Aquidauana teria sido agredido. A hipótese é levantada porque dentes da vítima estariam quebrados no momento em que o corpo foi encontrado. Laudos da perícia que já foram solicitados devem confirmar a suspeita.

De acordo com informações do site O Pantaneiro, o corpo de Severino foi enviado para Campo Grande na tarde desta quinta-feira (14) para que exames necroscópicos pudessem ser feitos. Os laudos devem ficar prontos em uma semana.

Antônio Souza Ribas Júnior, delegado que investiga o caso, não confirmou se os dentes da vítima realmente estavam quebrados, mas afirmou que testemunhas contaram terem visto o sobrinho de Severino, principal suspeito do crime, agredindo o advogando com socos.  

“Houve uma briga de socos entre os familiares até a vítima cair no chão. Os trabalhadores estavam há uma certa distância, mas viram que o autor abandonou sua caminhonete e entrou na caminhonete da vítima. O sobrinho teria dirigido até os trabalhadores e pedido: “Encontro com vocês na rodovia, me busquem lá. Dois desses empreiteiros pegaram a caminhonete, a mando do suspeito, e o encontraram na rodovia algum tempo depois”, disse o delegado.

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do sobrinho que vai responder por homicídio e ocultação de cadáver. Foram ouvidas seis pessoas, entre peões e uma familiar que confirmou uma briga antiga por divisão de terras.

“Há um mês o sobrinho já teria mudado um portão de local, que também teria sido motivo de briga. O que pode ter culminado o crime, foi o início da construção de uma cerca na quarta-feira. A estrutura, conforme apurado, iria impedir a passagem de Severino para o embarque de gado”, finalizou o delegado.

Tio e sobrinho possuíam uma extensa lista de boletins de ocorrência, que registravam um contra o outro, devido briga por terra.

O achado

O corpo do advogado e ex-presidente da seccional de Aquidauana, Severino Alves de Moura foi encontrado carbonizado na madrugada desta quinta-feira (14), na BR-419, a 14 km do trevo de Anastácio. Moura estava em uma caminhonete com placas de Anastácio que ficou totalmente destruída.

O fogo começou por volta das 22h20 desta quarta-feira (13) e mobilizou o Corpo de Bombeiros de Aquidauana. Quando os militares chegaram ao local, a caminhonete ainda era consumida pelas chamas. O veículo ficou totalmente destruído.

O sobrinho do advogado é apontado como principal suspeito pelo crime. Com ele, a polícia encontrou um galão de gasolina.

 

Tópicos