Você está aqui

Garota de 16 anos tenta defender mãe do padrasto e sofre tentativa de estupro

Agressor disse que ela ‘merecia por ser gay’

Neste fim de semana um homem de 37 anos foi preso pela polícia na cidade de Três Lagoas distante 338 quilômetros de Campo Grande, depois do autor tentar estuprar a enteada de 16 anos e agredir a mulher de 33 anos.

A adolescente estava com um grupo de amigos no apartamento da família, quando o padrasto chegou e passou a agredir a mãe dela com socos momento em que em defesa da mãe também foi agredida com tapas pelo homem.

A menina foi levada para o quarto pelo padrasto que a jogou em cima da cama e desferiu tapas em seu rosto e tentou estuprá-la afirmando que ela merecia pelo fato de ser lésbica. Ao perceber que os vizinhos acionaram a polícia, o homem, fugiu levando pelos cabelos a mulher até um matagal que ao lado do condomínio.

A adolescente foi atrás para tentar salvar a mãe e acabou sendo esfaqueada na perna pelo padrasto que estava com uma faca. Ela foi socorrida por moradores e levada para atendimento médico.

A polícia cercou o local na tentativa de localizar o homem e a vítima, mas sem sucesso. Momento em que receberam a informação de que a mulher tinha voltado para o apartamento. Ao ser abordado pelos militares negou as agressões e pediu para que fossem embora.

De acordo com o site JP News, a menina foi localizada na casa de vizinhos e confirmou as agressões. Os policiais voltaram ao apartamento e encontraram o autor que entrou no imóvel pela janela. Na delegacia, a mulher negou novamente ter sido agredida e acabou sendo desmentida pela filha.

A adolescente disse que a mãe é constantemente agredida pelo marido e que ela também sofre com as agressões. Ainda de acordo com ela, a mãe teria mentido por não querer se separar do marido.

Tópicos