Você está aqui

Esposa se recusa a ir embora de clube e marido a agride com mangueira

Autor a ameaçou com faca no pescoço

Uma mulher de 29 anos foi agredida com uma mangueira e ameaçada com uma faca no pescoço, depois de dizer ao marido que não queria ir embora de um clube onde o casal estava na madrugada deste domingo (13), em Três Lagoas, distante 324 quilômetros de Campo Grande. A vítima disse à polícia que também levou um soco na boca.

Informações do Boletim de Ocorrência dão conta de que por volta da 1h35, o marido, também de 29 anos, disse que queria ir embora, mas foi contrariado pela mulher que queria permanecer no local.

Irritado, o homem sacou uma faca, colocou no pescoço da esposa e a obrigou a ir até o carro. Próximo ao veículo, a vítima foi agredida com uma mangueira e com um soco na boca. Antes de fugir, o homem ainda quebrou  parabrisa do carro com um soco.

De acordo com a mulher, o casal está junto há seis meses e esta não seria a primeira vez em que ela é agredida pelo autor.

Equipe da Polícia Militar esteve no local e o caso foi registrado como lesão corporal dolosa e violência doméstica na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas. A polícia investiga.

Violência doméstica

A violência contra a mulher é crime e pode ser denunciada através do ‘Ligue 180’. Em dezembro de 2015, um levantamento feito pela Central de Atendimento à Mulher apontou que, das mais de 4 milhões de vítimas que fizeram denúncias, Campo Grande foi a Capital em que houve maior taxa de relatos de violência (227,53 relatos por 100 mil mulheres).

 

Tópicos