Você está aqui

Bombeiros dizem que empresária perdida em mata sobreviveu tomando água de poças

Thaís recebeu alta médica e vai para casa

Equipe do Corpo de Bombeiros que participou do resgate de Thaís Valadares, de 40 anos, afirmou durante coletiva na manhã deste sábado (17), que ela sobreviveu tomando água de poças. A empresária foi resgatada por volta das 18 horas dessa sexta-feira (16), depois de passar dois dias desaparecida.

De acordo com o tenente Antônio Marcos Francelino, a empresária, que seguia para a fazenda do namorado em Maracaju, se perdeu ao tentar seguir outro caminho. 

"Uma ponte por onde ela sempre vai quebrou e ela ligou para o namorado e pediu orientação, mas acabou se perdendo. Tem muitas bifurcações na estrada e ela seguiu pela mata. Não soube mais voltar. Sobreviveu tomando água de poças", afirmou.

Na tarde de ontem o carro da empresária foi encontrado em um assentamento próximo ao posto Pequi, em Sidrolândia - cidade a 73 quilômetros da Capital. Horas depois, ela foi resgatada em uma fazenda.

A primeira informação, foi de que Thaís estava a cerca de 5 quilômetros do carro. Nesta manhã, a equipe confirmou que a empresária foi encontrada a aproximadamente 10 quilômetros da sede da fazenda. Já o carro foi localizado a 30 quilômetros da rodovia.

Depois de ser resgatada, a empresária foi levada para um Hospital Municipal de Sidrolândia e recebeu alta médica por volta das 10h30 de hoje. Ela deixou o local acompanhada por familiares. 

Equipes de Sidrolândia, Maracaju, Aquidauana e Campo Grande, além de cães farejadores, drones, um helicóptero, policiais da Polícia Militar, do Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), PRF (Polícia Rodoviária Federal) e militares do Corpo de Bombeiros de Sidrolândia e funcionários da fazenda, onde a empresária foi encontrada, participaram das buscas.

Tópicos