Você está aqui

Lucas Lima faz na estreia, e Palmeiras vence 1ª da era Roger

3 a 1

Se a torcida palmeirense exigia boas atuações de Lucas Lima para fazer 'as pazes' com o novo jogador, essa relação de amor já começou a ser construída. Na estreia da equipe na temporada e do camisa 20 vestindo verde, o meia fez gol e ainda deu uma assistência para garantir o triunfo do time alviverde por 3 a 1 contra o Santo André, no Allianz Parque.

Desde o primeiro minuto, Lucas Lima e Felipe Melo se destacaram como os melhores em campo. O estreante buscou a bola no campo defensivo e foi responsável por conduzir o time ao ataque. Além disso, o camisa 20 se destacou em momentos defensivos, como quando Victor Luis avançou ao campo ofensivo e o meia cobriu o companheiro na lateral esquerda assim que o Santo André recuperou a bola.

Já Felipe Melo, como habitual, foi o coração da equipe em campo. Em um início de partida em que o Santo André se postava bem defensivamente, bastou uma sequência de desarmes do volante para inflamar ainda mais a torcida. E em uma jogada em que o volante atuou como verdadeiro camisa 10, o Palmeiras abriu o placar.

De trás do meio-campo, Felipe Melo fez lançamento espetacular para Miguel Borja na esquerda. O colombiano dominou e tocou para Dudu que, dentro da área, mandou de calcanhar na trave. No rebote, Willian inaugurou o marcador.

O tento foi um alívio para Borja. Com o placar zerado, o colombiano encontrava muita dificuldade em mostrar um bom futebol, já que precisava deixar a área a todo momento para tentar participar da partida por conta da forte marcação do Santo André.

Se Felipe Melo participou diretamente do primeiro gol, Lucas Lima foi decisivo no segundo mandando a bola para as redes. Com 36 jogados, Willian ganhou de Suéliton na esquerda e tocou para Borja. O colombiano tentou finalizar da meia-lua, mas foi travado. Na sobra, Lucas Lima, aplaudido desde o anúncio da escalação no Palestra, acertou um chutaço de esquerda, de fora da área, para ficar mais perto de conquistar o coração dos palmeirenses.

Outro estreante, Marcos Rocha foi seguro defensivamente, mas não apareceu no ataque, muito por conta de o Palmeiras concentrar suas jogadas ofensivas pelo lado esquerdo, onde Victor Luis mostrou que poderá brigar com Diogo Barbosa pela titularidade (o ex-cruzeirense está contundido).

Palmeiras vacila no segundo tempo, cansa, leva pressão, mas Keno decide
Após o intervalo, Sérgio Soares abriu sua equipe e promoveu as entradas do atacante Walterson e do meia João Lucas nas vagas dos volantes Adriano e Aloísio. As alterações, somadas ao cansaço do time alviverde, foram suficientes para fazer com que o Santo André passasse a pressionar o Palmeiras.

Com apenas dois minutos, Jailson já precisou salvar cabeceio de Suéliton. E o bombardeio continuou. Aos 13, Joãozinho dominou na lateral da área, de costas para Antônio Carlos e, com um drible de corpo, deixou o zagueiro na saudade, entrou na área e cruzou rasteiro. O goleiro alviverde fez o corte para frente e a bola ficou limpa para João Lucas diminuir.

O gol dos visitantes foi um banho de água fria para a torcida palestrina, que já sonhava com goleada na estreia do Paulistão, entusiasmada especialmente com os passes e viradas de jogo de Felipe Melo. Um choque também para Antônio Carlos, que ganhou a posição de titular na pré-temporada e fazia partida segura até este momento.

O empate só não veio por pura sorte palmeirense. Seis minutos após o primeiro gol, Walterson recebeu cruzamento da direita e finalizou, a bola bateu em Jailson e foi devagar até tocar a trave. No rebote, João Lucas chegou chutando tudo e também carimbou o poste.

A situação era preocupante, mas quem tem mais elenco, fica menos apreensivo. Roger Machado colocou Bruno Henrique e Keno nas vagas de Tchê Tchê e Dudu, e desde o momento em que pisou no gramado, o novo camisa 11 mostrou a grande opção ofensiva que é.

Keno infernizou a vida de Jonathan Bocão pelo lado esquerdo do ataque, onde Dudu, cansado, já não produzia. Após acertar a trave e quase anotar um golaço, o atacante teve outra oportunidade: tabelou com Lucas Lima, entrou na área, driblou Domingos e finalizou cruzado para fechar o marcador e a primeira vitória alviverde na temporada.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 X 1 SANTO ANDRÉ

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)

Data: 18 de janeiro, quinta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)

Assistentes: Bruno Salago Rizo e Alberto Poletto Masseira (SP)

Público: 31.679 pagantes

Renda: 1.917.947,46


Cartões amarelos: Walterson (Santo André)

GOLS:

PALMEIRAS: Willian, aos 27, e Lucas Lima, aos 36 minutos do primeiro tempo; Keno, aos 38 da etapa final

SANTO ANDRÉ: João Lucas, aos 13 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos (Juninho), Thiago Martins e Victor Luiz; Felipe Melo e Tchê Tchê (Bruno Henrique); Willian, Lucas Lima e Dudu (Keno); Borja

Técnico: Roger Machado

SANTO ANDRÉ: Neneca; Jonathan Bocão, Suéliton, Domingos e Paulinho; Adriano (Walterson), Flávio, Dudu Vieira e Aloísio (João Lucas); Joãozinho e Lincom

Técnico: Sérgio Soares

Tópicos