Você está aqui

Com gol anulado por vídeo, Portugal e México empatam em estreia na Rússia

Por 2 a 2

No segundo jogo da Copa das Confederações, a primeira grande novidade do torneio. Neste domingo (18), o juiz Nestor Pitana anulou um gol da seleção de Portugal sobre o México após realizar uma consulta aos árbitros de vídeo que acompanhavam o duelo. Na sequência, sem maiores impedimentos, as equipes empataram por 2 a 2 em Kazan (Rússia), na estreia do torneio. Quaresma e Cédric marcaram os gols portugueses e Chicharito e Moreno empataram para os mexicanos.

As duas seleções voltam a campo na próxima quarta-feira (21). Portugal encara a Rússia em Moscou, enquanto o México enfrenta a Nova Zelândia em Sochi.

Impedimento na origem do lance

Aos 20 minutos, Cristiano Ronaldo aproveitou bola rebatida na área e acertou o travessão e, na sobra, André Gomes chutou para o fundo da rede. Enquanto os portugueses comemoravam, o árbitro recebia um chamado pelo sistema de comunicação. Em uma sala, os responsáveis pela avaliação em vídeo avisavam de um impedimento na origem do lance.

Quando o meia João Moutinho lançou a bola para a área, quatro jogadores de Portugal estavam em posição de impedimento. Informado do caso, Nestor Pitana anulou o lance.

A espera entre checagem e decisão não chegou a demorar um minuto. Sem reclamação, os jogadores portugueses reagiram bem à marcação.

Minutos depois, aos 34, o gol validado. Cristiano Ronaldo fez boa jogada pela esquerda e achou Quaresma sozinho dentro da área após excelente passe; o português driblou o goleiro Ochoa e tocou para o fundo das redes.

No final da primeira etapa, aos 41 minutos, Chicharito aproveitou cruzamento de Vela e se antecipou a Pepe para escorar de cabeça para o gol.

Gols no fim e empate mantido

Na segunda etapa, mais equilíbrio. Portugal, no entanto, chegava com mais perigo. O goleiro Ochoa fazia o que podia para salvar o México, mas a insistência portuguesa foi premiada no fim. Aos 40 minutos, Cédric aproveitou nova bola rebatida na área e chutou cruzado; a bola desviou em Héctor Herrera e traiu Ochoa, morrendo no fundo do gol. O lance gerou nova consulta do árbitro aos assistentes de vídeo. Desta vez, porém, tudo certo.

Mas não era o gol da vitória. Assim como no primeiro tempo, a aguerrida seleção mexicana buscou o resultado no fim e conseguiu o empate. Héctor Moreno aproveitou escanteio pela direita, subiu mais que José Fonte e cabeceou no canto, fazendo o segundo gol dos latinos: 2 a 2.

Decepção portuguesa, festa mexicana

O gol no fim foi celebrado pelos mexicanos como uma vitória. O grupo não escondia a felicidade por buscar o empate diante da boa seleção de Portugal. Os europeus, por sua vez, era só decepção com o resultado. "É uma frustração, um gosto ruim. Acredito que jogamos mais e merecíamos a vitória. É ruim", analisou Cédric.

O discurso do autor do segundo gol português ganhou eco na voz do técnico Fernando Santos e de outros jogadores.

 

Tópicos