Você está aqui

Taxa de desemprego atinge a marca de 12,6 milhões de brasileiros, diz IBGE

Dados são relativos trimestre encerrado em novembro

​O Brasil atingiu a marca de 12,6 milhões de desempregados, no período entre setembro e novembro de 2017. Os dados fazem parte da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada, nesta sexta-feira (29), pelo IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística).

De acordo com a pesquisa, o comércio informal e os trabalhos temporários em época de final de ano, podem ter contribuído para a queda no desemprego.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve o crescimento de 0,7% no número de trabalhadores não inseridos no mercado de trabalho.

Mesmo assim, segundo a pesquisa, em relação ao trimestre anterior, houve queda de 4,1% no percentual de pessoas desocupadas, o que representa que 543 mil pessoas voltaram a trabalhar, entre junho e agosto deste ano.

Nesse mesmo intervalo de tempo, em 2016, houve alta de 3,6% no índice de desemprego, isto é, 439 mil pessoas deixaram de trabalhar, no período.

Segundo o IBGE, no trimestre encerrado em novembro deste ano, o número de pessoas empregadas atingiu a margem de 91,9 milhões de pessoas.

O número, 1% maior que no trimestre anterior, equivale a 887 mil pessoas novamente inseridas no mercado de trabalho.

Os dados também indicam que o rendimento médio real habitual do trabalhador brasileiro ficou praticamente estável, em R$ 2.142. No trimestre anterior, o valor médio era de R$ 2.122.

Tópicos