Você está aqui

Em menos de uma semana, vizinhos denunciam dois abandonos de cães em bairro

Casos aconteceram no Maria Aparecida Pedrossian

Moradores do Maria Aparecida, em Campo Grande, denunciam um suposto abandono de cinco cachorros, sendo dois filhotes, em uma residência do bairro. A informação é de que os animais estão esquecidos no lugar há uma semana sem água e comida. Essa é a segunda denúncia em menos de uma semana.

Vizinhos alimentam os cachorros pelas pequenas frestas do portão. Pelas redes sociais, protetores dos animais denunciam a situação. A reportagem esteve no local e encontrou os animais visivelmente sujos, e sozinhos. Os filhotes que estavam na casa desapareceram. 
Na região, uma senhora conta que há cerca de 1 mês a casa passou a ser ocupada por um homem, mas visto poucas vezes desde a mudança. Segundo ela, os animais estão sozinhos na casa há uma semana e a preocupação é de que eles tenham sido esquecidos. “Os cachorros ficam o tempo todo sozinhos, em situação de abandono mesmo, são os vizinhos que tratam, mas pelo portão”, conta. 

A reportagem conseguiu entrar em contato com o responsável pela casa, que ao telefone, negou o abandono ou esquecimento dos animais. Ele explica que se mudou recentemente e diz que a casa está sem luz e água e, por isso, não fica no lugar. “Vou todo dia, deixo comida e água”. Claramente irritado com as queixas, ele disse que não pode ficar “o tempo todo cuidando dos animais”, e chegou a oferecer todos para doação. 

Segundo ele, os filhotes foram roubados. 
 
Primeira denúncia 

Dois cachorros adultos (Uma fêmea e um macho) e um filhote, foram descobertos em situação de abandono em um imóvel localizado no mesmo bairro. Um dos cães mal conseguia devido a fraqueza, ao que tudo indica, causada pela falta de alimentos. Bacias de água e vasilhas com comida tem sido usada para servir os alimentos dos cães, e os vizinhos se revezam para garantir a comida. 
 
Um vídeo de 02 segundos circulou nas redes sociais e registrou mais de 4 mil visualizações. O choque é com a situação de magreza de um dos cães. De tão fraco, mal consegue latir. A última vez que moradores foram vistos na residência foi semana passada, é o que afirma uma das moradoras que fez a denúncia. 

Foram realizadas denúncias na Decat (Delegacia Especializada), mas não há informações sobre o procedimento. 

Tópicos