Você está aqui

Crise? Loja anuncia 6 vagas de emprego e fila de candidatos dobra esquina

Mais de 200 pessoas esperam pela entrevista de seleção

Fila dobrou esquina da rua 13 de Maio | Foto: Cleber Gellio

No dia 2 de janeiro, seis vagas foram anunciadas na página do Facebook de uma loja de aviamentos em Campo Grande. A publicação teve 224 curtidas, 153 comentários e 139 compartilhamentos. E na manhã de hoje (8), data marcada para o processo seletivo, mais de 200 pessoas esperavam pela entrevista de emprego, que estavam programadas para começar às 8h30. Porém, antes mesmo das 7h30, a fila começava a se formar em frente ao local. 

A loja fica na rua Maracaju, no meio da quadra, e a quantidade de candidatos fez com que a fila dobrasse a esquina da rua 13 de Maio. No centro da Capital, o movimento chamou a atenção e despertou a curiosidade de quem passava. De minuto a minuto, vinha a pergunta para quem estava na espera: "do que é essa fila?"

O número de candidatos surpreendeu a loja, que precisou se reorganizar para conseguir atender a todos de maneira mais prática e rápida. A estratégia foi adaptar o processo seletivo com uma entrevista coletiva, com 40 pessoas por vez. 

"Estávamos esperando, no máximo, umas 50 pessoas", ressaltou o gerente de Marketing, Danilo Zankueta. Foi ele quem fez a publicação nas redes sociais e garante que não houve patrocínio na postagem. "Aqui é um ambiente muito bom para se trabalhar, o que desperta o interesse das pessoas, mas também acho que a quantidade de candidatos também seja por causa da crise de desemprego", pontua Danilo.

Erica Canavarros, 19 anos, chegou à loja às 7h20 e estava no primeiro grupo de 40 pessoas que entrou para participar da entrevista. Quando saiu, se assustou com o tamanho que a fila estava. Mesmo assim, sem pensar na concorrência, ela "passou cola" a algumas pessoas que ainda esperavam chegar a vez e contou como tinha sido o processo.

Simpática e extrovertida, a jovem aproveitou o tempo que ficou ali para também fazer novas amizades. E como ela, muitas outras pessoas acabaram dividindo experiências enquanto aguardavam. E no decorrer do dia, devem ainda dividir risadas, esperança, lanche e até o cansaço.

No último lugar da fila, Solange Dias da Silva Arcanjo, 40 anos, foi em busca de uma oportunidade para se recolocar no mercado de trabalho, depois de quatro anos parada. Ela tem consciência de que vai precisar esperar um bocado na fila e já descartou almoçar no horário convencional. "Vou ficar aqui até a hora que eu aguentar. Até pensei em desistir quando vi a fila, mas a vida é para quem arrisca", enfatizou.

Segundo os candidatos que resistiram ao tamanho da fila, muita gente foi embora quando se deparou com o tanto de pessoas que pleiteavam a mesma oportunidade de trabalho.

Vagas

No total, a loja oferece seis vagas, sendo uma para repositor, uma para operador de bordado, outra para sublimação e três para vendedor. Para cada cargo é oferecido um salário comercial, em torno de R$ 1.090, mais benefícios de cesta básica, além de convênio médico e odontológico. Segundo a funcionária Géfka de Oliveira, o início do trabalho é imediato.

Tópicos