Você está aqui

Empresário e gestor ambiental são autuados por pesca ilegal durante fiscalização da PMA

Um outro infrator fugiu pela mata

Dois pescadores foram autuados por pesca ilegal, no rio Miranda, pela PMA (Policia Militar Ambiental) de Jardim, neste sábado (17) durante a operação Corpus Christi. Um outro homem que pescava à margem do rio, abandonou o petrecho e fugiu pela mata quando viu a fiscalização.

De acordo a PMA, os infratores autuados são um empresário de 36 anos e um gestor ambiental de 44 anos, ambos residentes em Ponta Porã. Com os homens foram apreendidos dois molinetes com varas, mas ainda não haviam capturado nenhum pescado. Foi efetuado um auto de infração administrativo e aplicada uma multa de R$ 300 para cada infrator.

As informações dão conta que a pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente infração administrativa. Assim que forem pagas as multas, os pescadores poderão ter os materiais restituídos.

Ainda segundo a PMA, um homem que pescava à margem do rio com uma tarrafa -petrecho proibido – ao avistar a fiscalização, abandonou o petrecho e fugiu pela mata não sendo localizado.

Foram retirados do rio, durante a operação, 73 anzóis de galho – petrechos proibidos – mas os proprietários não foram localizados. Foram encontrados 7Kg de pescado vivo nos equipamentos. 

Tópicos