Você está aqui

Cadastramento da soja encerra com 93% de adesão de produtores no Estado

Prazo encerrou dia 10, com resultado superior aos anos anteriores

Em Mato Grosso do Sul, 93% dos produtores fizeram o cadastramento  das áreas de plantação de  soja da safra 2017/2018. O prazo encerrou oficialmente no dia 10 de janeiro e o resultado é superior aos anos anteriores.

Na safra 2014/15, 85% dos produtores cadastram suas áreas. No ano seguinte, safra 2015/2016 esse numero subiu para 89%. Intensificadas as ações de conscientização, através do trabalho intenso da equipe da agência, 92% dos produtores cadastram suas áreas na safra 2016/17.

Compreendida pelos produtores como sendo uma ação fundamental para implementação de importantes medidas de Defesa Sanitária Vegetal no Estado, principalmente no que diz respeito ao controle da ferrugem asiática, o cadastro, que é obrigatório desde 2006, tem tido grande adesão e nos últimos quatro anos, números que ultrapassam os 85% de participação.

Em Mato Grosso do Sul a previsão era de que a leguminosa fosse cultivada em 2.671.684 hectares por mais de 12 mil produtores em 76 dos 79 municípios do Estado, alcançando volume de grãos de aproximadamente 8,3 milhões de toneladas e produção total, com produtividade projetada na média de 54,0 sc/ha.

Segundo dados do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio), divulgados de acordo com a Circular Técnica n° 238 pela Aprosoja/MS, o plantio de soja da safra 2017/2018 em Mato Grosso do Sul está concluído desde o ultimo dia 07. As informações apontam que, de forma geral, o desenvolvimento das lavouras está satisfatório, as plantas aparentam estar bem nutridas e o clima é favorável para seu desenvolvimento.

O Governo do Estado, que através da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) tem intensificado as ações de defesa, otimizando as atividades, reformando prédios, compartilhando estruturas com outras instituições governamentais e disponibilizando através da modernização dos sistemas, o acesso aos principais serviços através da internet.

Contando sempre com o empenho das equipes da agência, esse trabalho rendeu ao Estado destaque pela excelência das principais atividades executadas nos últimos anos, tendo servido de modelo para diversos outros estados da Federação.

Para o secretário em exercício da Semagro, Ricardo Senna, o planejamento e execução das ações, realizados com base nas prioridades do Governador Reinaldo Azambuja, foram fundamentais para que os resultados em todos os setores da agência fossem satisfatórios e de nível elevado. “Nosso Estado tem sua economia baseada na produção. Criar condições para que tenhamos segurança é dever do Estado e uma das prioridades dentro deste Governo. A equipe da Iagro e da Secretaria fizeram em 2017 algumas das mais importantes entregas deste Governo, principalmente na área da sanidade animal que dentro da agência representou 46% dessas entregas” completou.

Mato Grosso do Sul ocupa hoje a 5ª posição no ranking nacional de produção de soja em grão e o 6º lugar em exportação, com participação de 7,6% na produção brasileira de soja neste ano, segundo a Aprosoja.

Tópicos